Funil do Marketing para Eventos

Insira seu e-mail no campo ao lado para podermos ajudar a tornar seu evento inesquecível!

Enviando...
04 de abril de 16   |    2 Comentários

O Funil de Marketing aplicado a Eventos – Topo de Funil

Capa do funil do marketing de eventos

Este é o segundo artigo de uma série de 6 que tratam sobre nossa abordagem ao Funil de Marketing para Eventos. O objetivo é agregar conhecimento a todos que participam deste mercado para aumentar o nível de maturidade e a forma como os RESULTADOS são medidos.

Como foi dito e tratado no primeiro artigo da série “Introdução ao Funil de Marketing em Eventos”, os processos de compra começam quando o cliente potencial não sabe ainda que ele tem um problema que hora ou outra irá se deparar. Este momento é chamado DESCOBERTA, e a principal atividade interna de Marketing é proporcionar a este cliente um primeiro contato com o PROBLEMA.

No Marketing Inbound a principal técnica para atingir este objetivo é colocar o cliente potencial em contato com um conteúdo que trate de situações correlatas e que sutilmente apresentem estas situações ou este “novo jeito de pensar” a ele. Para que eles consigam chegar até esse conteúdo, o Marketing precisa ATRAIR esse cliente potencial. Quando falamos de Marketing Digital uma das principais atividades é atrair visitantes ao site ou a algum tipo de presença on-line.

Topo-funil

Para o caso de um evento, nós consideramos que existem duas etapas no topo do funil. A primeira é antes do evento, ou seja, é a divulgação que acontece e que tem como objetivo levar pessoas ao estande antes mesmo da feira acontecer, na imagem está ilustrado como ATRAÇÃO. A segunda é aquela onde, já na feira, é necessário atrair o visitante ao estande, e chamamos de ATIVAÇÃO. Disso podemos derivar algumas atividades que antecedem a exposição, como por exemplo fazer campanhas de e-mail marketing, campanhas de marketing digital utilizando mecanismos de buscas e redes sociais, e atividades que deverão acontecer DURANTE a exposição, para que o visitante, já estando no local, se interesse por entrar em seu local de exposição ou ação de marketing.

Algumas estratégias podem ser usadas para isso: Interatividade e Inovação (algo que dê um efeito WOW ao seu estande), Comidas e bebidas gratuitas, Shows e Perfomances, Presença de celebridades etc. Todas estas ações dão resultado e são utilizadas por quem utiliza eventos para expor a marca. Em outros artigos, como este aqui (clique), nós discutimos estas estratégias, tanto para o pré-evento quanto para durante o evento.

Independente de quais estratégias serão utilizadas, é EXTREMAMENTE IMPORTANTE medir e acompanhar as principais métricas traçadas.

Nesta série de artigos o foco é clarificar o método e traçar diretrizes sobre como pensar a estratégia de exposição no que diz respeito ao TOPO DO FUNIL. A principal atividade nesse ponto é, então, converter os Visitantes da Feira em Visitantes do Estande. Por exemplo, se em uma feira você teve 500 visitantes em seu estande e na feira estiveram 5000 visitantes no total, você teve então 10% de conversão no topo do funil. O primeiro passo para fazer gestão em eventos é conhecer estes números. Você sabe qual foi a sua conversão de topo de funil em sua última feira?

Um erro muito comum é considerar que a análise do resultado se resume a entender quantos visitantes você teve no seu estande. Esse é o topo do funil. Essa métrica é muito importante para podermos entender o resultado, mas ela não é a única. Precisamos entender agora quantos desses visitantes do estande irão, algum dia, se tornar seu cliente, e como você vai fazer isso ao longo do tempo. Este é o começo da jornada de compra do cliente potencial e de contato com sua marca, e no próximo post eu vou falar mais sobre o meio do funil, e sobre o que deve ser feito para que estes prospectos comprem de você algum dia.

Continue acompanhando nossa série de artigos e obrigado pelo interesse.

resultado-eventos

Esta é uma série de 6 posts que serão lançados semanalmente. Abaixo você encontra todos os conteúdos:

Artigo 1: Introdução ao Funil de Marketing em Eventos
Artigo 2: O Funil aplicado a Eventos – Topo de Funil (este artigo)
Artigo 3: O Funil aplicado a Eventos – Meio de Funil
Artigo 4: O Funil aplicado a Eventos – Fundo de Funil
Artigo 5: O pós evento
Artigo 6: Abordagem Sharespot ao Funil

 


Veja também:


Comentários

Facebook